• /int
  • /eu
  • /uk
  • /au
  • http://www.axi.group/ar-ae
  • http://www.axi.group/en-ae
  • http://www.axiedge.io/cn
  • /es-mx
  • /fr-ma
  • http://www.edge-cn.co/id
  • /it-ch
  • /kr
  • /pl
  • /pt
  • /th
  • /tw
  • http://www.axiedge.site/vn
  • /zh-au
  • /jp
  • /za
  • http://www.solarisih.com/vu
  • http://www.global-edge.info/chn
Form not found

O que é o trading de ouro e como operá-lo?

Commodities /
Milan Cutkovic

O que é o ouro?

O ouro é um metal precioso valorizado pela humanidade ao longo da história devido à sua raridade e aparência brilhante. Ele tem sido amplamente utilizado ao longo da história na ourivesaria e como moeda e recentemente tem sido usado na indústria eletrônica, na medicina e até na culinária gourmet.

Usado historicamente como moeda, o ouro foi usado para estabelecer o padrão-ouro, no qual o papel-moeda era resgatável por ouro. No passado, vários países atrelaram as suas moedas ao ouro. Embora este já não seja o caso, o ouro continua a ser uma forma de reserva líquida para uma parte das reservas dos bancos centrais.

Embora a sua utilização como meio de troca tenha sido substituída por métodos de pagamento mais modernos, o ouro continua a ser universalmente reconhecido como uma reserva de valor confiável. Ele desempenha um papel vital no mundo das finanças e do investimento, funcionando como uma proteção contra a incerteza econômica e demonstrando a sua capacidade de gerar retornos substanciais para os investidores.

O ouro é extraído através de um processo de mineração dispendioso. O ouro recentemente extraído complementa a oferta atual. Ao contrário de outras commodities, como o petróleo, o ouro não pode ser destruído, e as quantidades produzidas permanecem em circulação e podem, pelo menos em teoria, ser recicladas e reutilizadas no futuro.

 

O que é o mercado do ouro?

O mercado do ouro é um termo geral que se refere a todos os canais através dos quais o ouro ou seus derivativos são negociados globalmente e em todos os fusos.

Isso inclui mercados físicos e mercados para investidores e especuladores, como fundos negociados em bolsa (ETFs) e mercados de futuros e opções.

Principais mercados do ouro

O ouro é negociado principalmente no balcão (OTC) e nas bolsas. Londres é o centro global do mercado de balcão, onde os operadores de mercado negociam diretamente entre si. Embora este mercado seja menos regulamentado e mais flexível, o risco é potencialmente mais elevado.

Três importantes centros do trading de ouro representam mais de 90% dos volumes mundiais da negociação do ouro e desempenham um papel fundamental na condução da descoberta de preços. São eles:

O mercado de balcão de Londres, que comercializa barras de 400 onças. Ele estabelece o preço do ouro da London Bullion Market Association (LBMA) duas vezes por dia, sendo a referência global para o ouro.

O grupo Chicago Mercantile Exchange (CME) opera o mercado futuro dos EUA (COMEX derivatives exchange). Embora apenas alguns contratos sejam fisicamente cumpridos com a entrega de barras, a bolsa está se tornando cada vez mais importante na precificação do ouro.

A China é a sede da Shanghai Gold Exchange (SGE), a maior bolsa spot física do mundo, que lançou o Shanghai Gold Price Benchmark em 2016, bem como o movimentado Shanghai Futures Market (SHFE).

Indicadores recentes apontam para um movimento para o oriente. Dubai, Índia, Japão, Singapura e Hong Kong estão entre os outros mercados secundários.

As bolsas são plataformas reguladas com negociação centralizada. Normalmente, elas fornecem um contrato padronizado, que nem sempre se adequa a todos os traders, uma vez que esse tipo de contrato pode limitar a flexibilidade.

Participantes do mercado do ouro

Devido à popularidade e ao uso variado do ouro, o mercado do ouro tem uma gama diversificada de participantes com objetivos diferentes.

Os fabricantes de joias e as indústrias que utilizam ouro, como a indústria eletrônica, têm de possuir o ativo físico. Participantes dessa categoria entram também no mercado futuro para se proteger contra alterações desfavoráveis do valor de mercado.

Os clientes que pretendem investir em ouro e possuí-lo sob a forma de barras e moedas podem fazê-lo através de um mercado especializado. Devido à qualidade do ouro como reserva de valor, este grupo normalmente prefere reter o ouro a longo prazo, apesar das oscilações a curto prazo.

Investidores de todos os portes negociam o ouro para especular as oscilações do preço ou diversificar as suas carteiras. Os bancos e os fundos de hedge, por exemplo, negociam ouro como parte das suas estratégias de gerenciamento de riscos.

Os bancos centrais utilizam o ouro físico como parte das suas reservas cambiais, como reserva de estabilidade para a moeda do país, e como uma proteção contra preocupações geopolíticas.

Os especuladores de curto prazo e os investidores de longo prazo estão mais interessados no ouro como veículo especulativo ou de investimento do que na propriedade do ativo em si.

Os investidores de curto prazo podem ganhar exposição a movimentos de preço que são tipicamente impulsionados pela alavancagem, sem necessariamente possuir a commodity subjacente, empregando derivativos financeiros, como futuros de ouro e opções e fundos negociados em bolsa (ETFs).

Os especuladores normalmente:

Negociam contratos de futuros, ou CFDs.

Assumem posições longas e curtas.

Mantêm posições durante segundos ou meses, dependendo do perfil (por exemplo, um fundo algorítmico pode manter a posição aberta por segundos, enquanto um fundo de hedge macro pode manter a posição aberta por meses).

Os investidores de longo prazo também são atraídos para o mercado por causa da valorização do ouro a longo prazo, o que o tornou o investimento de escolha como hedge contra inflação, flutuações cambiais, conflitos geopolíticos e volatilidade dos mercados financeiros.

Os investidores normalmente:

Compram barras de ouro reais (barras, lingotes e moedas) ou investem em ETFs de ouro.

Retêm o ouro por um longo tempo.

Usam o ouro como um hedge contra a inflação e diversificam sua carteira.

 

O que pode afetar o preço do ouro

  • Oferta e demanda: Independentemente de quão popular é comprar ETFs ou negociar CFDs e futuros, variações na demanda física e oferta de qualquer commodity causarão flutuações em seu preço. A demanda do ouro provém da ourivesaria e indústria, dos investimentos e dos bancos centrais, enquanto a oferta provém da mineração, das vendas de bancos centrais e da reciclagem de minério precioso. Embora as novas descobertas de ouro estejam se tornando cada vez mais raras, a mineração ainda representa 75% da oferta, e a descoberta de novos depósitos pode baixar os preços.
  • Desdobramentos geopolíticos: O metal amarelo é amplamente visto como um porto seguro, e os preços tendem a subir em tempos de preocupações globais, como agitação política, conflitos comerciais e desastres naturais, à medida que os investidores buscam segurança no ouro.
  • Incerteza econômica: Quando os investidores estão preocupados com o aumento da inflação e a queda das taxas de juros, o ouro tende a sofrer valorização, uma vez que reter o capital torna-se menos interessante. Outros fatores que influenciam os preços do ouro incluem o crescimento do PIB, a incerteza econômica e a volatilidade do mercado.
  • Política fiscal: Como o ouro é precificado em dólares americanos, a commodity e a moeda têm uma relação inversa. As expectativas e os anúncios relativos ao aumento das taxas de juros nos Estados Unidos reforçarão o dólar, colocando pressão no ouro. Por outro lado, rumores e previsão de taxas mais baixas podem fazer com que o dólar americano caia, e os preços do ouro subam.
  • Ouro de referência: O preço fixado pela London Bullion Market Association (LBMA) é o preço do ouro mais utilizado no mundo.
  • Percepção do investidor: Além das variáveis mencionadas anteriormente, a percepção dos participantes do mercado sobre o ouro como investimento pode alimentar a negociação especulativa e produzir volatilidade a curto prazo.

 

O que é o trading de ouro?

O ouro é uma das formas de moeda mais antigas e mais confiáveis do mundo. O valor intrínseco do ouro, ou seu apelo pela segurança, torna este ativo um investimento popular e uma forma eficaz para os traders diversificarem a carteira.

O trading de ouro envolve a compra do metal com a expectativa de que a valorização do preço o torne rentável para que possa ser vendido futuramente. Isso pode ser feito comprando ouro físico, como barras, lingotes ou moedas, ou investindo em instrumentos financeiros que monitoram o movimento de preço do ouro. Estes instrumentos financeiros também permitem que os traders assumam posições curtas em relação ao ouro, ou seja, que possa ser vendido na expectativa de uma queda de preços, o que tornará o ativo rentável na compra futura.

No contexto atual, o trading de ouro se trata de especular o preço através da compra e venda de instrumentos financeiros derivativos, em vez de adquirir o metal precioso na forma física. Como resultado, os traders de ouro podem especular os movimentos de preço sem terem de manusear ou armazenar os ativos subjacentes.

Existem várias opções para operar o ouro que atendem à estratégia e ao perfil de risco de cada trader. Estas são a negociação de contratos spot de ouro, futuros de ouro, opções de ouro, ETFs e ações de empresas de mineração de ouro.

 

Como funciona o trading de ouro?

O símbolo do ouro é XAU. A letra “X” significa “índice”, enquanto “AU” significa “aurum”, palavra em latim para ouro.

O uso de um ticker simplifica as pesquisas de produtos na plataforma de negociação MT4.

As moedas mais populares para negociar CFDs de ouro são USD, AUD, CHF, EUR e GBP. O símbolo para negociar o ouro em relação ao dólar americano é “XAUUSD”, e o símbolo para negociar CFDs de futuros de ouro é “GOLD.fs”.

Os CFDs spot de ouro são precificados usando o mercado spot subjacente, enquanto os CFDs de futuros são precificados usando contratos de futuros.

  • CFDs de ouro: Um CFD permite negociar o movimento de preço do ouro em tempo real, sem a necessidade de comprar o ouro físico. Como os CFDs são produtos alavancados, você só precisa investir uma quantia razoável para obter exposição plena à operação subjacente. É importante observar que o lucro ou a perda são determinados com base no tamanho total da posição, de modo que tanto os lucros quanto as perdas são intensificados.
  • Futuros de ouro: Se você prevê o aumento do preço do ouro no futuro, você pode firmar um contrato com um vendedor, acordando um preço justo a ser pago hoje. Quando o ouro real for entregue no final do contrato, você poderá lucrar, vendendo por mais do que pagou.

 

Por que negociar o ouro?

Vários fatores tornam o ouro um ativo ideal para o trading:

Em primeiro lugar, existe uma vasta gama de instrumentos de negociação disponíveis, todos facilmente acessíveis através de plataformas de negociação on-line. Os investidores de varejo com níveis variados de capital podem entrar neste mercado, ao contrário de outros investimentos, que requerem grandes recursos.

O mercado global do ouro caracteriza-se por uma forte liquidez, permitindo que os traders entrem e saiam das suas posições com facilidade.

Por último, o ouro é visto como um ativo seguro, tornando-se um complemento atraente para qualquer carteira equilibrada. Em tempos de instabilidade econômica e turbulência geopolítica, o ouro tende a manter o seu valor ou até sofrer apreciação. Consequentemente, enquanto os mercados tradicionais estão sob pressão, os traders de ouro podem utilizar estratégias de trading para encontrar oportunidades de flutuações de preço.

 

Como negociar o ouro?

Tal como acontece com a maioria dos investimentos, a jornada do trading começa com a pesquisa sobre o ativo e a análise de gráficos para determinar a volatilidade e a direção da tendência.

Identifique os níveis históricos de suporte e resistência. Estes são indicadores cruciais para uma provável inversão de preços.

how to trade gold

Utilize a análise fundamentalista para complementar a análise técnica, observando atentamente os fatores que impulsionam o movimento de preço. Estas análises incluem todos os acontecimentos atuais que afetam os investidores e surpreendem os mercados, como a instabilidade econômica e política, a força do dólar, que está inversamente relacionada com o ouro, as taxas de juros e a inflação, e as alterações na produção do ouro, bem como o preço das ações nas empresas de mineração de ouro.

Depois de decidir iniciar a sua negociação, determine previamente os níveis em que pretende operar para obter lucros, e certifique-se de ter um stop-loss ativo, caso a negociação não caminhe a seu favor. Seguindo o seu plano, você será capaz de manter as emoções de fora e melhorar seu processo de tomada de decisão.

 

Vantagens do trading de ouro

O ouro provou ser uma forma confiável de preservação de patrimônio. Embora o preço do ouro flutue e, ocasionalmente, sofra uma volatilidade considerável, o valor e o poder de compra desse metal precioso sofreram aumento consistentemente ao longo do tempo. Essa solidez é reforçada pela demanda constante do ouro, em função da sua utilização na ourivesaria, bem como na sua aplicação industrial e tecnológica.

O ouro é universalmente reconhecido e mantém o seu valor independentemente de uma moeda específica. Historicamente, o ouro tem servido como um hedge sólido contra a inflação e a desvalorização de moedas, que corroem não apenas os ganhos dos investidores, mas também o poder de compra geral. Quando o mercado de ações está em turbulência e a moeda está perdendo valor devido às baixas taxas de juros, o ouro pode se tornar uma classe de ativos atraente para os investidores, compensando as perdas em outros investimentos.

Como o ouro é altamente líquido, os compradores podem rapidamente encontrar vendedores sem afetar o preço de forma significativa. Isto é importante porque reduz os custos de transação e dá aos traders e investidores a confiança de que poderão entrar e sair rapidamente de posições. O mercado físico do ouro é igualmente líquido, pois não é difícil encontrar compradores.

O ouro é um excelente instrumento de diversificação que pode ajudar a minimizar o risco global da carteira. Ao longo do tempo, o ouro tem tido uma correlação negativa com ações e títulos, porém, em determinados períodos, o ouro pode superar o mercado de ações, por exemplo, quando há uma aversão generalizada ao risco.

O trading de ouro é acessível tanto para traders varejistas como para investidores institucionais. A grande variedade de instrumentos financeiros disponíveis, como CFDs, ações e ETFs, bem como a multiplicidade de plataformas de trading on-line disponíveis, permitem que os traders em todo o mundo se envolvam no mercado, independentemente do tamanho da carteira ou do perfil de risco do investidor.

 

Desvantagens do trading de ouro

Embora os preços do ouro subam a longo prazo, eles podem ser altamente voláteis a curto prazo, impulsionados por notícias, divulgação de dados e eventos econômicos e geopolíticos. O trading de ouro requer um gerenciamento de riscos cuidadoso, especialmente quando se utiliza alavancagem.

O ouro, ao contrário das ações e títulos (e até mesmo dinheiro em espécie), não produz um rendimento ou dividendo. Além do potencial de valorização do capital, o ouro não gera rendimentos adicionais para os traders. Por conseguinte, os investidores que valorizam fluxos de rendimento regulares e consistentes podem considerar o trading de ouro menos atraente, particularmente em períodos de consolidação de preços. Os retornos podem ser baixos durante os períodos de risco, quando os investidores migram para ativos mais arriscados.

Os investidores que optam por reter o ouro físico sob a forma de barras ou moedas devem providenciar instalações de armazenamento seguras ou investir em cofres. Estes custos de armazenagem podem reduzir o retorno global do investimento.

 

Pronto para operar com sua vantagem?

Junte-se a milhares de traders e opere CFDs em forex, ações, índices, commodities e criptomoedas!

 

 

Essas informações não devem ser interpretadas como uma recomendação, oferta de compra ou venda, solicitação de uma oferta de compra ou venda de qualquer título, produto financeiro ou instrumento, ou para participar de qualquer estratégia de negociação. Este material foi preparado sem levar em conta seus objetivos, sua situação financeira ou suas necessidades. Quaisquer referências a resultados e previsões anteriores não são indicadores definitivos para resultados futuros. A Axi não representa, nem assume qualquer responsabilidade quanto à exatidão e integralidade do conteúdo desta publicação. Os leitores devem estabelecer seus próprios parâmetros para tomada de decisões.

FAQ


Qual foi o preço mais alto do ouro na história?

Os traders podem usar o histórico do preço do ouro para tentar prever os movimentos de preço futuros e considerar os níveis críticos. O panorama geral indica uma tendência ascendente desde setembro de 2018, com o ouro atingindo um máximo histórico próximo de US$ 2.100 por onça em agosto de 2020.


Quem regula o mercado do ouro?

Não existe uma entidade reguladora responsável pelo mercado global do ouro. No entanto, os reguladores locais têm influência sobre a negociação que é conduzida dentro da sua jurisdição. Além disso, existem códigos voluntários os quais muitos participantes no mercado adotam.

O FCA (Financial Conduct Authority), por exemplo, regula a LME, onde os contratos de ouro são negociados ativamente. O FCA também tem jurisdição sobre a precificação do ouro pela LBMA.


Qual é o símbolo do mercado do ouro?

O símbolo do ouro é XAU. A letra “X” significa “índice”, enquanto “AU” significa “aurum”, palavra em latim para ouro.


Quais são os horários para operar o ouro?

O horário de negociação do mercado spot de CFDs do ouro para os clientes da Axi começa às 01h01 de segunda-feira (horário do servidor) e termina às 23h58 de sexta-feira (horário do servidor). Esse horário inclui o ouro, a prata e a platina. Todas as manhãs, o mercado fecha para uma pausa entre 23h59 e 01h01 (horário do servidor).

A bolsa de CFDs de futuros de ouro abre às 18h01 de domingo e fecha às 16h59 de sexta-feira (horário de Nova Iorque). Há uma pausa nas negociações das 16h59 às 18h01.


O trading de ouro é lucrativo?

O trading de ouro, como o trading de qualquer outra classe de ativos, pode ser lucrativo com o uso de práticas corretas de trading e de gerenciamento de riscos. Para especular as flutuações do preço do ouro, os traders devem prestar muita atenção à volatilidade e aos principais fatores externos que influenciam os movimentos de preço do ouro.


Quanto capital é necessário para negociar o ouro?

A Axi permite que os traders depositem o mínimo de US$ 50 para começar a negociar o ouro. Por outro lado, um investimento de US$ 500 dá acesso a mais opções de negociação. No entanto, os traders devem arriscar apenas o que podem perder.

Negociar o ouro na forma de CFD permite que os traders utilizem alavancagem, o que lhes permite usar uma pequena quantidade de capital para abrir uma posição maior. Embora a alavancagem permita maiores lucros, ela também aumenta o risco de perdas.

Uma conta demo gratuita que permite a execução de operações com fundos virtuais durante 30 dias está disponível para ajudar os traders a desenvolver estratégias eficazes de gerenciamento de riscos. Os traders podem então migrar para uma conta de trading real gratuita, mantendo o acesso à sua conta demo.


Posso negociar o ouro na plataforma MetaTrader 4?

A Axi permite a negociação de CFDs de ouro na conta MT4. Neste modo de negociação, em vez de possuir o metal físico, você apenas especula as oscilações do preço.

A Axi fornece dois tipos de conta MT4 para atender a diferentes estratégias de trading de ouro: uma conta standard, ideal para estratégias de longo prazo, e uma conta Pro mais adequada para estratégias sensíveis a spreads.



Milan Cutkovic

Milan Cutkovic

Milan Cutkovic tem mais de oito anos de experiência em trading e análise de mercados forex, índices, commodities e ações. Ele foi um dos primeiros traders aceitos no programa Axi Select, que identifica traders altamente talentosos e os auxilia no desenvolvimento profissional.

Além de ser um trader, Milan escreve análises diárias para a comunidade Axi, usando seu amplo conhecimento dos mercados financeiros para fornecer insights e comentários únicos. Ele é um aficionado em ajudar as pessoas a se tornarem mais bem sucedidas em suas negociações e compartilha suas habilidades contribuindo com e-books abrangentes em trading e publicando regularmente artigos educacionais no blog da Axi. Seu trabalho é frequentemente citado nos principais jornais internacionais e portais de mídia.

Milan é frequentemente citado e mencionado em muitas publicações financeiras, incluindo Yahoo Finance, Business Insider, Barrons, CNN, Reuters, New York Post e MarketWatch.

Você pode encontrá-lo em: LinkedIn


More on this topic

consulte Mais informação

Pronto para operar com sua vantagem?

Comece a operar com um corretor global premiado.

Demo Abra uma conta real