• /int
  • /eu
  • /uk
  • /au
  • http://www.axi.group/ar-ae
  • http://www.axi.group/en-ae
  • http://www.global-edge.info/cn
  • /es-mx
  • /fr-ma
  • http://www.edge-cn.co/id
  • /it-ch
  • /kr
  • /pt
  • /th
  • /tw
  • http://www.global-edge.info/vn
  • /zh-au
  • /jp
  • /za
  • http://www.solarisih.com/vu
  • http://www.axi-global.com/chn

O que é o trading de CFDs e como operá-los?

Education /
Milan Cutkovic
CFD Trading Guide

O que são CFDs?

CFD é um acrônimo para “contrato por diferença” e é um tipo de derivativo financeiro que permite que os traders especulem os movimentos de preço de vários ativos subjacentes, tais como ações, commodities, moedas,ou índices, sem de fato possuir o ativo subjacente.

 

O que é o mercado de CFDs?

Uma grande variedade de produtos e ativos pode ser negociada na forma de contratos por diferença. Neste mercado, os principais tipos de CFD são: 

  • Forex: Forex ou “FX” é a abreviação de “foreign exchange”, enquanto o “trading de Forex” se refere ao ato de comprar ou vender pares de moedas maiores, menores ou exóticos. Os pares Forex de moedas maiores incluem o dólar americano, como EUR/USD, GBP/USD, USD/JPY, AUD/USD, USD/CAD e USD/CHF. Os pares de moedas menores são: EUR/GBP, GBP/JPY, GBP/CAD, CHF/JPY, EUR/AUD e NZD/JPY. Os pares de moedas exóticas incluem a combinação de uma das 8 moedas maiores e uma moeda de uma economia em desenvolvimento ou emergente, como AUD/SEK (dólar australiano/coroa sueca), CAD/SGD (dólar canadense/dólar de Singapura) e GBP/CZK (libra esterlina/coroa da República Tcheca).
  • Ações: O mercado de ações é onde os investidores podem comprar e vender ações de empresas de capital aberto. O maior e mais popular mercado de ações do mundo é o mercado de ações dos EUA, composto por mais de 4.000 empresas de bolsas de valores como a NYSE (New York Stock Exchange), NASDAQ, AMEX e muitas outras. Usando CFDs, você pode negociar uma vasta gama de ações, incluindo ações de alto crescimento (ações consideradas como tendo alto potencial futuro) e ações de valor (ações consideradas como sendo negociadas abaixo do seu valor real). As ações de crescimento mais populares incluem as principais empresas de tecnologia americanas, frequentemente chamadas de FAANG: Facebook (META), Amazon (AMZN), Apple (AAPPL), Netflix (NFLX) e Alphabet (GOOG).
  • Índices: Os índices são “cestos” de ações individuais, porém correlatas. Por exemplo, o índice S&P 500 representa o desempenho global das ações de 500 das maiores empresas listadas em bolsas de valores nos EUA, enquanto o NDXT (NASDAQ-100 Technology Sector Index) mede o desempenho das 100 maiores empresas de tecnologia. Os índices são geralmente classificados por instituições independentes, como o grupo FTSE, Deutsche Börse e Standard & Poor's. Alguns dos índices mais populares incluem o S&P 500, Dow Jones, NYSE, NASDAQ, e FTSE 100.
  • Commodities: As commodities são matérias-primas comuns utilizadas na produção de outros bens ou comercializadas no mercado aberto. As commodities podem ser divididas em duas categorias: commodities leves e commodities duras. Os produtos agrícolas, como o café e o cacau, são considerados commodities leves, enquanto os metais preciosos, como ouro ou prata e energia, como o gás natural e petróleo, são considerados commodities duras.
  • Criptomoedas: As criptomoedas como Bitcoin, Ethereum e Litecoin são uma forma relativamente nova de moeda digital alimentada por redes peer-to-peer descentralizadas chamadas blockchains. Ao contrário das formas monetárias tradicionais emitidas pelos bancos centrais, as criptomoedas normalmente não são supervisionadas por um governo ou instituição financeira e não exigem um intermediário financeiro para serem operadas. Em vez disso, as redes de criptomoeda são gerenciadas por participantes da rede que verificam e confirmam as transações.
  • Ofertas públicas iniciais (IPOs): Um IPO é o processo através do qual uma empresa privada oferece as suas ações ao público pela primeira vez e convida os potenciais investidores a ganhar exposição a estas ações por meio de uma bolsa de valores. Quando você negocia um IPO com CFDs, os movimentos de preço das ações podem ser operados em longo (compra) ou curto (venda). Isso significa que você tem a opção de assumir uma posição curta (venda) sobre as ações do IPO, dependendo da sua estratégia e do resultado esperado do IPO.

 

O que é o trading de CFD?

Ao negociar um CFD, você firma um contrato com uma corretora para trocar a diferença no preço do ativo subjacente entre o momento da abertura e do fechamento do contrato. Se você prevê que o preço de mercado do ativo (por exemplo, moedas Forex, ações, commodities) vai subir, você pode operar em longo (comprar), e se você espera que ele caia, você pode operar em curto (vender). O resultado é determinado pela diferença nos movimentos de preço do ativo no mercado aberto.

 

Como funciona o trading de CFDs?

O trading de CFDs permite que você especule os movimentos de preço de um instrumento financeiro sem possuir o ativo subjacente de fato. Se o preço de mercado do ativo se movimentar na mesma direção que a sua negociação CFD, você obterá lucro.

Existem dois preços que você deve ter em mente numa operação com CFDs: o preço de compra e o preço de venda. A ação a se tomar dependerá da sua previsão de como o preço vai se comportar; se vai subir ou cair.

  • Posição longa: Uma posição longa ocorre quando o trader abre uma negociação de compra. Aqui, o trader espera que o valor do ativo aumente ao longo do tempo. O trader comprará por um preço baixo, mas venderá assim que o preço subir.
  • Posição curta: Uma posição curta ocorre quando o trader sente que haverá queda do valor do ativo e seleciona uma posição de venda.

Vamos explorar esse conceito usando alguns exemplos:

  • Exemplo de uma negociação de CFD de ouro: Você vê que o ouro atualmente custa US$ 1.820. Ao acompanhar as notícias do mercado e as análises econômicas, você especula que o valor do ouro aumentará. Por conseguinte, você abre uma posição “longa” pelo preço de compra atual do ouro. Vamos supor que, no momento do fechamento do contrato, o preço do ouro subiu para US$ 1.901. A direção do mercado corresponde à direção da sua negociação, portanto, a sua posição CFD obteve lucro. No entanto, se o preço tivesse diminuído, ficando abaixo do seu preço de compra inicial, você teria sofrido uma perda.
  • Exemplo de uma negociação de CFD de ações: Depois que a Meta publicou um decepcionanterelatório financeiro, você se convence de que a empresa está sobrevalorizada e que este é o início de uma correção mais profunda em vez de uma liquidação temporária. Portanto, você decide operar a Meta em curto a US$ 250. Se o preço das ações da Meta continuar a cair, sua negociação resultaria em lucro. No entanto, se o preço da Meta se recuperar e ficar acima de US$ 250, sua posição sofrerá uma perda.

 

Por que negociar CFDs?

Uma das principais vantagens do trading de CFDs é o acesso que ele proporciona a uma vasta gama de mercados e ativos. Com os CFDs, os traders podem ter acesso a vários instrumentos financeiros, incluindo ações, índices, commodities e moedas; tudo a partir de uma única plataforma de trading. Isto significa que os traders podem diversificar as suas carteiras e aproveitar as oportunidades em diferentes mercados, mesmo que não tenham acesso direto a esses ativos. A possibilidade de negociar com margem também aumenta o acesso, uma vez que permite que os traders assumem posições maiores com uma quantidade menor de capital, potencialmente ampliando seus possíveis retornos.

Observação: Negociar com alavancagem também pode intensificar as perdas, portanto, práticas de gerenciamento de riscos rigorosas devem ser seguidas.

O trading de CFDs também oferece flexibilidade e oportunidade de lucrar com os mercados tanto em ascensão como em queda. Com os CFDs, os traders podem assumir posições longas (de compra) se esperam que o preço de um ativo suba, ou posições curtas (de venda) se preveem uma queda de preço. Isto significa que os traders podem potencialmente lucrar com os movimentos do mercado em qualquer direção, permitindo-lhes capitalizar em diferentes condições de mercado.

 

Como negociar CFDs

O trading de CFDs está disponível para qualquer pessoa que tenha uma conta de trading com uma corretora on-line. Assim que sua conta estiver pronta, utilize o seguinte guia geral para configurar uma negociação de CFD padrão:

  1. Selecione um ativo: Escolha o instrumento financeiro que deseja negociar, como ações, índices, commodities ou moedas.
  2. Escolha a sua posição: Decida se você acha que o preço do seu ativo escolhido aumentará, e opere em longo, ou se cairá, e opere em curto. Se você espera que o preço aumente, assuma uma posição longa e, se espera que o preço diminua, assuma uma posição curta.
  3. Determine o tamanho da sua negociação: Especifique o número de unidades CFDs que pretende negociar. Os CFDs são normalmente negociados em lotes, e cada contrato representa uma dimensão unitária específica do ativo subjacente.
  4. Defina sua alavancagem: A alavancagem permite que você opere uma posição maior com uma quantidade relativamente menor de capital. No entanto, é importante notar que a alavancagem pode ampliar tanto os lucros como as perdas.
  5. Monitore o mercado: Use a plataforma de trading fornecida pela sua corretora para monitorar os movimentos de preço dos ativos em tempo real. As plataformas de trading de CFD geralmente oferecem várias ferramentas para ajudar na análise e monitoramento do mercado.
  6. Inicie uma negociação: Quando estiver pronto para entrar no mercado, abra uma ordem através da plataforma de trading. Você deverá especificar o tipo de negociação (compra ou venda), o tamanho da negociação e quaisquer parâmetros adicionais exigidos pela plataforma. Recomenda-se também utilizar ferramentas como stop-loss e take-profit para proteger os lucros e reduzir perdas potenciais.
  7. Monitore sua posição: Depois que sua negociação for executada, monitore sua posição e acompanhe os movimentos de preço do ativo. Se a sua negociação não tiver um prazo de validade definido, você pode optar por fechar a sua posição a qualquer momento, de acordo com a sua estratégia de trading.

 

Vantagens do trading de CFDs

  • Acesso a múltiplos mercados: O trading de CFDs permite o acesso a uma ampla gama de mercados, incluindo ações, índices, commodities, moedas, entre outros, proporcionando muitas oportunidades potenciais de negociação.
  • Negociação com alavancagem e margem: As negociações CFDs oferecem alavancagem, permitindo que os traders operem posições maiores com uma quantidade menor de capital. Isso intensifica os lucros (e perdas) potenciais, permitindo flexibilidade em termos de alocação de capital.
  • Posições longas e curtas: Os CFDs permitem que os traders aproveitem os mercados tanto em ascensão como em queda. Ao assumir posições longas, os operadores podem potencialmente se beneficiar de movimentos de preço ascendentes, enquanto as posições curtas permitem lucrar com movimentos de preços descendentes.
  • Possibilidade de hedge: Os CFDs podem ser utilizados como um hedge para compensar perdas potenciais numa carteira existente. Ao assumir posições opostas, os traders podem atenuar os riscos e proteger os seus investimentos.
  • Não há propriedade do ativo subjacente: O trading de CFDs permite que os traders especulem os movimentos de preço sem de fato possuir o ativo, eliminando a necessidade do investimento inicial, muitas vezes substancial, necessário para adquirir o ativo e arcar com os custos potenciais de armazenamento físico (por exemplo, commodities como o barril de petróleo ou um silo de grãos).
  • Flexibilidade nos tamanhos das negociações: Os CFDs oferecem flexibilidade na escolha de tamanhos da negociação, permitindo que os traders adaptem as suas posições de acordo com seu objetivo e tolerância ao risco.
  • Execução rápida e conveniente: As negociações CFDs podem ser executadas de forma rápida e conveniente através de plataformas de trading on-line, proporcionando acesso imediato aos mercados e cotações de preços em tempo real.
  • Amplo acesso aos mercados globais: O trading de CFDs fornece acesso aos mercados globais, permitindo que os traders diversifiquem suas carteiras e potencialmente aumentem suas chances de encontrar negociações lucrativas.
  • Disponibilidade de instrumentos de gerenciamento de riscos: As plataformas de CFD muitas vezes oferecem ferramentas de gerenciamento de riscos, tais como ordens de stop-loss e take-profit, para ajudar os traders a gerenciar e limitar as perdas potenciais.
  • Recebimento de dividendos: Os traders podem receber dividendos ao manter uma ação individual ou um índice de ações numa posição longa. O acerto de dividendos só é negativo se o trader mantiver uma posição curta.

advantages and disadvantages of CFDs

Desvantagens do trading de CFDs

  • Risco de volatilidade: Os CFDs podem usados como ativos voláteis, o que pode levar a rápidas flutuações de preço. Movimentos bruscos do mercado podem resultar em perdas substanciais ou desencadear chamadas de margem.
  • A alavancagem amplia perdas: Embora a alavancagem possa aumentar os lucros potenciais, ela também aumenta as perdas. A negociação com alavancagem aumenta o risco de perdas significativas, uma vez que as perdas podem exceder o investimento inicial.
  • Risco da corretora: As negociações CFD são executadas através de uma corretor ou instituição financeira, expondo os traders ao risco da contraparte. Se a corretora falir ou quebrar, existe o risco de perder o capital investido ou enfrentar dificuldades na retirada dos fundos. Os traders devem fazer a devida pesquisa e escolher uma corretora licenciada, regulamentada e confiável.
  • Taxas e encargos: Algumas corretoras de CFD podem cobrar taxas ou encargos inesperados, como custos de financiamento overnight, comissões ou taxas da plataforma. Os traders devem analisar cuidadosamente a estrutura de taxas da corretora escolhida para entender o custo total da negociação.
  • Overtrading e decisões impulsivas: A facilidade de acessar negociações CFDs pode levar ao overtrading e à tomada de decisões impulsivas. O trading impulsivo baseado em emoções, ao contrário de uma estratégia bem pensada, pode resultar em resultados comerciais desfavoráveis.
  • Estrutura de preços complexa: Os preços dos CFD em mercados em rápida evolução podem ser complexos e nem sempre espelham o preço exato do ativo subjacente. Fatores como spreads, comissões e custos de financiamento podem afetar os preços, tornando importante que os traders entendam a estrutura de preços dos CFDs.
  • Riscos regulamentares: A regulamentação do trading de CFDs varia entre diferentes jurisdições. Alterações regulamentares ou restrições impostas pelas autoridades podem afetar a disponibilidade, os limites de alavancagem ou outros aspectos do trading de CFDs.
  • Ausência de propriedade e de direito de voto: Os traders de CFD não detêm o ativo subjacente e não têm direitos de voto na empresa associada.

 

Diferenças entre o trading de CFDs e o trading tradicional

Tanto o trading de CFDs como o trading tradicional (por exemplo, a compra de ações) proporcionam exposição aos movimentos de preço das ações. No entanto, existem algumas diferenças fundamentais entre os dois.

Quando você negocia ou investe em ações, você assume a propriedade direta de um ativo, geralmente ações de uma empresa. Nesse caso, você só pode obter lucro vendendo suas ações a um preço mais alto do que o preço pelo qual as comprou.

Com o trading de CFD, você está apenas negociando movimentos de preço, então você pode operar os instrumentos em longo (comprar) ou em curto (vender) numa variedade de mercados globais, como ações, commodities, Forex e índices. Isto permite-lhe potencialmente lucrar ou perder com as flutuações de preço no mercado sem possuir de fato o ativo subjacente.

Outra diferença fundamental entre os dois é o uso de alavancagem. Os CFDs são produtos alavancados, o que significa que você efetivamente deposita uma pequena porcentagem do capital necessário para abrir uma posição comercial plena e, em seguida, financia o restante com sua corretora. Isso permite que você use uma pequena quantia de dinheiro para potencialmente obter retornos (ou perdas) significativamente maiores Com o trading de ações, você usa seu próprio dinheiro para comprar uma ação e é obrigado a pagar o preço inicial integralmente.

Trading de CFDs

Trading tradicional

Uso de alavancagem Pagamento integral do preço inicial
Múltiplos mercados Ações (equity) e ETFs
Você não é proprietário do ativo subjacente Propriedade do ativo subjacente
Possibilidade de operar em curto e se beneficiar da queda dos preços Não há a possibilidade de se beneficiar da queda dos preços
Não usufrui dos privilégios para acionistas Privilégios para acionistas e potencial direito de voto
Sem taxas cartoriais, porém, os lucros são suscetíveis à incidência de impostos sobre ganhos de capital. Pagamento de taxas cartoriais e cobrança de imposto sobre ganhos de capital sobre seus lucros
Possibilidade de realizar operações com cobertura (hedge) Operações com hedge requerem a utilização de derivativos (opções, futuros e ETFs inversos)

 

Como faço para gerenciar o risco no trading de CFDs?

No trading, você pode ter a melhor estratégia do mundo, mas sem o gerenciamento de riscos, é difícil permanecer lucrando a longo prazo. Os mercados são voláteis, portanto, o gerenciamento de riscos é fundamental.

Cinco dicas e ferramentas de gerenciamento de riscos

  1. Use um stop-loss: Um stop-loss é um nível pré-determinado no qual uma negociação será fechada automaticamente assim que o preço definido for atingido. É como uma “rede de segurança” contra uma negociação desfavorável para você, ajudando a evitar perdas maiores do que você está disposto a assumir.
  2. Use um take-profit: Quer garantir seus ganhos antes que o mercado entre em reversão? Defina um nível de take-profit e, quando o mercado atingir esse nível, a sua negociação fechará automaticamente, protegendo o seu lucro.
  3. Use um trailing-stop: Um trailing-stop tem a função de limitar as perdas e de proteger os ganhos. Pense nisso como um stop-loss, com um pouco mais de flexibilidade. Esta ordem fica a uma distância definida do preço atual e se move para cima e para baixo de acordo com o mercado.
  4. Ajuste o tamanho do seu lote: No trading, o tamanho importa. Quanto maior a posição, maiores os retornos potenciais, porém, o risco também é maior. Para determinar o tamanho certo da negociação, considere o quanto você estaria disposto a perder caso a negociação não caminhe a seu favor.
  5. Use as calculadoras de trading: Use calculadoras on-line gratuitas para ajudar a definir suas negociações:
    Calculadora de margem: Calcule a margem necessária para abrir uma posição.
    Calculadora de lucros/perdas: Esta ferramenta ajuda a estimar lucros e perdas e a definir níveis de stop-loss e take-profit.
    Calculadora de pip: Estima lucros ou perdas potenciais com base em movimentos pip.

 

Pronto para operar com sua vantagem?

Junte-se a milhares de traders e opere CFDs em forex, ações, índices, commodities e criptomoedas!

 

 

Essas informações não devem ser interpretadas como uma recomendação, oferta de compra ou venda, solicitação de uma oferta de compra ou venda de qualquer título, produto financeiro ou instrumento, ou para participar de qualquer estratégia de negociação. Este material foi preparado sem levar em conta seus objetivos, sua situação financeira ou suas necessidades. Quaisquer referências a resultados e previsões anteriores não são indicadores definitivos para resultados futuros. A Axi não representa, nem assume qualquer responsabilidade quanto à exatidão e integralidade do conteúdo desta publicação. Os leitores devem estabelecer seus próprios parâmetros para tomada de decisões.

FAQ


O trading de CFDs é permitido no meu país?

Alguns países não permitem o trading de CFDs. Se o seu país de residência não for exibido no formulário de inscrição on-line ao abrir uma conta de trading, você não poderá negociar CFDs.


O trading de CFDs é seguro?

Tal como acontece com qualquer investimento ou instrumento financeiro, o trading de CFDs apresenta um risco. O uso de alavancagem pode tornar os CFDs mais arriscados do que produtos não alavancados, como ações físicas. Antes de começar a negociar com uma conta real, você deve se familiarizar com esses produtos, praticar num ambiente livre de riscos e aprender mais sobre o gerenciamento de riscos.


Qual é o volume mínimo que posso negociar por um produto CFD?

O tamanho mínimo de negociação para contas Standard e Pro com a Axi é de 0,01 lotes. No entanto, esse número pode mudar dependendo do instrumento que você está negociando. 


Qual é a diferença entre CFDs e opções?

As opções e os CFD compartilham algumas características comuns. Ambos podem proporcionar uma elevada alavancagem e a flexibilidade pode ser utilizada tanto como um hedge como para especulação. No entanto, existem algumas diferenças importantes entre os dois instrumentos. Quando você compra um CFD, você concorda em negociar a diferença de preço desde o momento em que abriu uma negociação até ao momento em que a fechou. As opções dão ao trader o direito (mas não a obrigação) de comprar ou vender um ativo a um determinado preço no futuro. As opções oferecem mais flexibilidade e os traders podem criar estratégias complexas usando esses instrumentos.


Qual é a diferença entre o trading de CFDs e futuros?

Um CFD descreve os movimentos de preço de um ativo, o que dá ao investidor uma imagem clara das alterações de valor que ocorrem enquanto mantiver a posição aberta.

Quando um trader concorda com um contrato de futuros, ele concorda em comprar ou vender o ativo subjacente a um preço e data pré-determinados no futuro. É um contrato que será executado no futuro e o preço fixado permanecerá inalterado, independentemente do movimento de valor do ativo. O comprador de um contrato de futuros deve executar o ativo subjacente quando o contrato expirar. Consequentemente, o vendedor no contrato tem a obrigação de fornecer o ativo na data acordada.

Os futuros operam com base nos preços estabelecidos pelos mercados à medida que são negociados em bolsas, enquanto os CFDs funcionam com base nos preços estabelecidos pelo corretor. Assim, espera-se que o preço seja mais elevado no caso dos futuros quando comparada com os CFDs.

Simplificando, os futuros podem ser considerados uma alternativa menos flexível e mais estruturada em relação aos CFDs.


Qual é a duração do contrato de CFDs?

A data em que um contrato CFD vence é chamada de data de rollover do contrato CFD. A data de vencimento de um contrato de futuros serve como o último dia em que você pode negociar esse contrato específico.   

Antes do vencimento do contrato, um trader de futuros tem três opções: compensação ou liquidação da posição, liquidação ou rollover. Um rollover é quando um trader altera a sua posição do contrato com vencimento mais próximo (front-month) para outra data no futuro, a fim de evitar os custos ou obrigações associados à liquidação dos contratos. Os rollovers de contratos são neutros em termos de lucro. 

Observação: Uma data de rollover para um contrato CFD não se aplica a todos os produtos de trading. 


Os CFDs são melhores do que as ações?

A decisão de negociar CFDs em vez de investir em ações depende do indivíduo e dos seus meios e objetivos financeiros.  

Os CFDs de ações permitem utilizar a alavancagem ao negociar os movimentos de preço das ações, o que significa que tem o potencial de obter lucros mais elevados com uma quantidade menor de capital. Embora os retornos possam ser maiores, o risco também é maior. O trading de CFDs de ações permite flexibilidade. Você pode operar em longo (comprar) quando espera que os preços subam ou em curto (vender) para lucrar com a queda dos preços das ações. 

No entanto, com os CFDs, você não terá quaisquer direitos de voto, e as obrigações fiscais podem diferir das ações físicas, dependendo do seu país de residência. 


Em que mercados posso operar com a Axi?

A Axi fornece acesso a uma ampla gama de mercados para o trading de CFD. Consulte nossa Programação do produto para obter uma lista completa de instrumentos de trading de CFD.



Milan Cutkovic

Milan Cutkovic

Milan Cutkovic tem mais de oito anos de experiência em trading e análise de mercados forex, índices, commodities e ações. Ele foi um dos primeiros traders aceitos no programa Axi Select, que identifica traders altamente talentosos e os auxilia no desenvolvimento profissional.

Além de ser um trader, Milan escreve análises diárias para a comunidade Axi, usando seu amplo conhecimento dos mercados financeiros para fornecer insights e comentários únicos. Ele é um aficionado em ajudar as pessoas a se tornarem mais bem sucedidas em suas negociações e compartilha suas habilidades contribuindo com e-books abrangentes em trading e publicando regularmente artigos educacionais no blog da Axi. Seu trabalho é frequentemente citado nos principais jornais internacionais e portais de mídia.

Milan é frequentemente citado e mencionado em muitas publicações financeiras, incluindo Yahoo Finance, Business Insider, Barrons, CNN, Reuters, New York Post e MarketWatch.

Você pode encontrá-lo em: LinkedIn


More on this topic

consulte Mais informação

Pronto para operar com sua vantagem?

Comece a operar com um corretor global premiado.

Demo Abra uma conta real