Guia para Trading de Forex

O Mercado Cambial, abreviado para Forex (ou FX), é, de uma forma simples, o mercado mundial onde pode comprar e vender moeda.

Abrir Conta

Forex Trading

Em seguida estão alguns pontos que tornam o mercado de trading de forex único:

Dimensão do mercado

O mercado de forex representa até 5 trilhões de USD em volume de trading por dia.

Horas de trading de FX

Os brokers de FX dão acesso aos três principais mercados de FX (Nova Iorque, Londres e Tóquio) onde quase todos os pares de divisas são negociados. Logo, as divisas podem ser transacionadas 24 horas durante os dias de semana.

Estabilidade

Exceto quando um evento relevante, como o Brexit, surge, as cotações de uma moeda movimentam-se muito lentamente. Devido a este motivo, as divisas são de facto cotadas com 4 pontos decimais (salvo o Iene japonês). Uma divisa pode movimentar cerca de 0,0010 - 0,0030 de valor num dia normal.

Além disso, a dimensão do mercado de trading de Forex significa que, mesmo transações muito grandes têm um impacto mínimo na cotação, fazendo com que os mercados de Forex sejam menos receptivos a manipulação de mercado por uma única parte.

Alavancagem

Devido à estabilidade de uma moeda, a transação em Forex utiliza quase sempre a potência da alavancagem. A alavancagem significa que um valor mais baixo é colocado para transacionar um valor grande de dinheiro. A título de exemplo, uma alavancagem de 1:100 significa que o trader de Forex pode usar 100 USD na sua conta de trading e comprar 10.000 USD em Euros. Como um Euro altera em 0,0001 USD no valor, a posição de trading altera em 1 USD. Como pode ver, uma alteração muito pequena na oscilação de valor da divisa pode resultar num grande ganho/perda para o trader. Adicionalmente, isto significa que um trader de retalho pode começar a negociar FX com um valor relativamente pequeno.

Comissões e taxas

As comissões de FX são apresentadas pelo spread de oferta e procura (discutido posteriormente), que resulta numa taxa de comissão variável em vez de comissões fixas.

Pares de moedas

Em todas as transações, há algo que o comprador dá ao vendedor e vice-versa. Em FX, o comprador dá dinheiro ao vendedor e o vendedor dá dinheiro de uma moeda diferente ao comprador. Logo, cada transação de FX ocorre como um par de divisas.
As divisas são denominadas usando o código de divisa ISO 4217. Existem sempre os três caracteres. A tabela seguinte apresenta as moedas negociadas nos mercados FX em 2016 contra a respetiva quota de mercado.


- USD 88%
- EUR 31%
- JPY 22%
- GBP 13%
- AUD 7%
- CAD 5%
- CHF 5%
- CNY 4%
- Outro 35%


Como as divisas são negociadas em pares, a quota total de mercado chega a 200%. Devido à economia dos EUA e ao facto de a maioria das mercadorias (como o crude) serem transacionadas em USD, o mercado de FX para USD é bastante maior do que outras divisas.

Símbolos e apresentação Standard

O par de divisa de FX é sempre cotado da seguinte forma
- USD/CAD 1,30425

A divisa do lado esquerdo, que neste caso é USD, é designada por divisa base. A divisa do lado direito é designada por divisa de cotação. A divisa base é despendida para comprar a divisa de cotação. O número representa a quantidade de divisa de cotação obtida ao gastar um unidade da divisa base. Neste exemplo, ao despender um Dólar EUA, pode comprar 1,3042 dólares canadianos. A 0,0001.ª décima é designada por um pip. Um pip é a unidade transacionável mais pequena no mercado de FX. Logo, a quinta casa decimal destina-se apenas para fins informativos e é também designada por "pipette". Alguns brokers não cotam a pipette.

A exceção ao acima exposto é quando um par de divisas envolve o iene. O pip torna-se então a segunda casa decimal, pois um iene é comparativamente muito menos valioso do que outras divisas principais. Logo, o par USD JPY assume a seguinte forma.
- USD/JPY 111,604

Devido à natureza do par de divisas, se um trader FX quiser comprar o par base usando a divisa de cotação, pode vender a divisa de cotação em vez de a comprar. Por exemplo, pode comprar 1 Dólar EUA usando 111,60 ienes de acordo com o exemplo acima.

Cotação de compra e cotação de venda

Embora a maioria das pessoas esteja habituada a ver apenas uma cotação para os pares de divisas, poderá haver sempre uma discrepância entre o valor que o vendedor quer vender e o valor que o comprador está disposto a pagar.
Tomemos o seguinte exemplo:
- GBP/USD 1,3074 Compra
- GBP/USD 1,3070 Venda

Aqui, a cotação da venda indica que o comprador está disposto a gastar 1 GBP para comprar 1,3074 dólares EUA. O vendedor está apenas disponível para 1,3070 dólares EUA em troca de 1 GBP. O preço de compra é normalmente mais baixo do que o preço de venda. A diferença entre estes dois preços é designada por spread. O spread pode diferir com base no broker usado pelo trader de FX, pois o broker normalmente aumenta o spread para fazer lucro.

Onde negociar?

QUANDO O TRADING ACONTECE

O mercado de Forex é composto por traders de retalho e institucionais sem uma autoridade central, como um mercado de ações. Os traders podem variar em dimensão, desde os traders individuais mais pequenos a empresas de gestão de investimentos, fundos e bancos centrais. Um trader de retalho normalmente recorre a um broker que tenha acesso a fornecedores de liquidez (instituições grandes que irão negociar com brokers). Geralmente, os brokers fornecem uma plataforma online na qual os traders de retalho podem executar transações. Com base na estrutura na qual estas transações são executadas, os brokers podem ser categorizados da seguinte forma.

Os criadores de mercado são a contraparte à transação submetida por um trader de retalho. Logo, com um criador de mercado, as transações podem ser executadas com grande celeridade e sem recotações. Ainda assim, a perda do trader torna-se o lucro do broker e vice-versa. Isto pode criar um conflito de interesses que pode resultar na manipulação de cotações. No entanto, como existem vários criadores de mercado a competirem para terem negócios, as cotações e spreads entre os vários brokers tendem a ser semelhantes.

Brokers ECN

A Electronic Communications Network (ECN) é usada pelos principais bancos e outras instituições que fornecem índices de cotações ao grupo ECN. O broker tem acesso a este grupo ECN, podendo oferecer as melhores cotações de compra e venda ao trader. Isto poderá resultar numa oferta muito baixa de compra, que por vezes pode estar próxima do zero (isto é, a cotação de compra e venda são idênticas). Os brokers normalmente assumem uma comissão fixa de cada transação. Logo, os traders com elevado valor podem poupar dinheiro usando brokers ECN.

Além disso, como os brokers ECN são os únicos intermediários entre os fornecedores de liquidez e os traders, os brokers ECN não lucram com a perda do trader. Logo, o incentivo para a manipulação de cotações é bastante menor. Ainda assim, as transações através de brokers ECN poderão levar a recotação do preço (a cotação original aquando da realização da transação pelo trader pode mudar), pois o volume fornecido pela contraparte a uma cotação específica poderá não ser suficiente para completar a transação.

Brokers STP

Os brokers STP são semelhantes aos brokers ECN no sentido em que ligam também os traders aos fornecedores de liquidez. A principal diferença reside no facto de os brokers STP terem ligações individuais aos fornecedores de liquidez. Normalmente lucram através de um spread de oferta/procura do que através de uma comissão.

Embora as categorizações acima estejam geralmente precisas, no mundo real poderão existir características específicas, estruturas de taxas e fatores de fundos relevantes para diferentes brokers. Logo, deverá ter-se cuidado e realizar pesquisa sobre os brokers individuais antes de selecionar um.

Plataformas de Trading

As plataformas de trading são basicamente os tipos de software que os traders usam para colocar as suas transações. Brokers diferentes podem oferecer os seus serviços através de plataformas diferentes.
MT4
A maioria dos brokers de FX oferece a MT4, pois tornou-se a plataforma de trading de FX mais popular do mundo. Logo, terá disponível a maior parte de educação, assim como scripts automatizados (designados por Expert Advisors).

Gráficos

Depois de selecionar uma plataforma de trading e um broker, o passo seguinte é aprender a negociar. A ferramenta mais básica para este fim é o gráfico de linha. É simplesmente a cotação do par de divisas em gráfico numa linha de tempo. Embora seja simples de ler, o gráfico de linha perde muita informação relacionada com os movimentos de mercado rápidos, o que pode ser muito importante para os traders de curto prazo.
O principal motivo é que um gráfico de linha liga a cotação de fecho de cada período temporal, logo o movimento de cotação dentro desse período de tempo é perdido. Os gráficos em "candlestick", por outro lado apresentam os dados mais relevantes de forma elegante.

Ler o gráfico em "Candlestick"

Embora pareça complicado ao início, os gráficos em "candlestick" são muito fáceis de ler.

As formações em "candlestick" representam quatro pontos de cotação principais num período de tempo específico. O período pode ser normalmente definido para 1 minuto, 5 minutos, 30 minutos, 1 hora, diário, semanal, mensal, etc. Os quatro pontos de cotação principais são indicados no diagrama. O corpo principal da vela será de cor verde (ou vazio) se o preço de encerramento for superior ao preço de abertura para esse período (isto é, se o preço tiver aumentado). Se o corpo estiver a vermelho (ou preenchido a preto), o preço caiu no período.

A capacidade de ler gráficos em "candlestick" são o primeiro passo antes de usar várias ferramentas de análises para se tornar um trader de sucesso.


Tipos de ordens

Os brokers de Forex típicos irão oferecer os seguintes tipos de origens para garantir que o trader pode executar a sua estratégica sem monitorização constante do mercado de Forex.

Ordem de mercado

Esta é uma ordem manual em que o trader pede ao broker para preencher uma posição de compra ou venda à cotação atualmente disponível no mercado. Isto é usado se o trader quiser realizar uma posição tão rapidamente quanto possível.

Limite de Ordem

O limite de ordem é quando o trader pede ao broker para comprar abaixo da cotação de mercado ou vender acima da cotação de mercado.  Por exemplo, se USD/CAD estiver atualmente nos 1,3012 e o trader acreditar que a cotação pode movimentar para 1,3030 antes de descer, o trader pode definir um limite de venda nos 1,3030. Quando a cotação atingir ou ultrapassar os 1,3030, o broker irá automaticamente vender a posição ao melhor preço disponível.

Ordem de paragem de perdas

Uma ordem de paragem de perda pode ser definida para que a venda só seja executada se a cotação estiver acima ou igual a uma determinada cotação. Isto pode ser usado em conjunto com uma ordem de limite, para que a venda seja executada automaticamente, mas não abaixo de uma determinada cotação. No exemplo anterior, se o trader definir também uma paragem de perda nos 1,3028, então o broker irá desencadear a venda nos 1,3030, mas não irá vender se a cotação cair abaixo dos 1,3028. O mesmo tipo de ordem pode ser usado para comprar, o que se designa por paragem de compra.

Outros tipos

Existem muitos outros tipos de ordens num arsenal de um trader de FX, como parar entrada, paragem de perda, bom até cancelado, bom para o dia, etc. É boa prática garantir que o trader não precise monitorar constantemente as cotações de mercado e definir estas ordens automatizadas para executar a estratégia de negociação e limitar perdas.

Análise

Existem três categorias principais de análise de FX que os traders podem usar para prevenir o comportamento de mercado.

ANÁLISE TÉCNICA

A análise técnica é a utilização de uma coleção de métodos que observam padrões no gráfico que podem prever comportamento futuro. A análise técnica assume que toda a informação relacionada com um par de divisas disponível está já cotada. Logo, a teoria de que se um padrão específico é repetido no passado, reconhecer esse padrão pode ajudar o trader a prever o futuro imediato.

Prós e contras

A maior vantagem de usar a análise técnica para o trading de forex é que o trader não precisa de fazer pesquisa sobre o clima econômico e prever futuras decisões políticas. Como o mercado de FX está a flutuar de acordo com os padrões, é muito mais fácil automatizar a estratégia de negociação. Por fim, como cada vez mais traders de FX começam a negociar de acordo com as teorias de análises técnicas, existe uma maior probabilidade de se tornar uma profecia concretizável.

Do outro lado, se o trader ignorar o clima econômico e político que afeta o mercado de FX, pode ser muito fácil colocar posições de perda (especialmente de longo prazo), mesmo quando os sinais de problemas são evidentes.

Ferramentas e técnicas

Até um trader principiante pode começar a usar estas ferramentas sem compreender os cálculos técnicos, pois as plataformas populares têm já ferramentas prontas a usar que podem ser introduzidas no gráfico. Em seguida são apresentadas algumas das ferramentas básicas da análise técnica.

Suporte e resistência

Um dos padrões mais fundamentais observados nos movimentos de preços nos mercados de forex é a subida e descida em ciclos nos gráficos. Os pontos de mudança destes ciclos de padrões compõem os níveis de suporte e resistência de um gráfico.

Em termos muito básicos, a linha de suporte é o limite temporário em que a cotação não consegue furar para inverter a tendência geral. No exemplo acima, as caixas a azul estão a suportar a tendência descendente geral e não permitem que a cotação inverta para uma tendência positiva.

A resistência é o oposto do suporte. No exemplo, é apresentado a laranja. Se a tendência geral for ascendente, o suporte para uma tendência de subida será a base e a resistência será o cume.

Uma estratégia de negociação muito básica é que quando a cotação tem uma tendência negativa, deverá comprar-se a moeda ao nível de resistência e vender ao nível de suporte (se a cotação estiver em tendência positiva, compre no suporte e venda na resistência). Embora isto possa funcionar na teoria, no mundo real é quase impossível prever com precisão a tendência de preço e os níveis de suporte/resistência sem usar outras ferramentas.

Médias de movimentação

Uma das ferramentas básicas para identificar se a cotação geral tem uma tendência de subida ou descida, é usar uma média móvel (MA). Este indicador assume os últimos X números das cotações de encerramento e as médias da cotação para a média móvel do período atual. Quanto maior o X, mais forte a tendência de MA.

 

O diagrama indica o MA de 30 pontos a laranja, o MA de 10 pontos a preto e o MA de 5 pontos a azul. Como é evidente, a linha azul segue as oscilações do mercado mais de perto do que a linha laranja. Logo, a linha laranja apresenta uma linha de tendência muito mais forte. No entanto, como um pico grande no passado pode afetar uma linha MA desnecessariamente, os traders precisam de usar médias móveis exponenciais (EMA) para um maior peso para os pontos de cotação recentes.

 

 

No exemplo acima, a linha azul representa a EMA 30 vs a linha laranja de 30 MA. A 30 EMA é mais sensível a alterações recentes na cotação, considerando as 30 últimas cotações de encerramento. Logo, é mais preciso usar as linhas de tendência EMA para discernir os movimentos de cotação gerais.

Osciladores

Assumindo que o trader identificou a tendência geral, como poderá estar confiante de que a tendência não irá inverter assim que entra numa transação? É aqui que os osciladores atuam.

Alguns dos osciladores mais frequentes são Oscilador de Estocástica e Índice de Força Relativa (RSI). Sem entrar em detalhes técnicos sobre como funcionam, vejamos como interpretar os sinais.

O oscilador de estocástica e RSI são similares quando representados no software de gráfico.

 

 

Aqui, o gráfico inferior é o RSI e o seguinte é o oscilador de estocástica. A linha azul no gráfico em "candlestick" é o EMA 30. O fator mais importante é identificar aqui que ambos os osciladores saem das suas zonas sombreadas antes de a inversão de tendência real ocorrer. Logo, ao estudar a quebra dos osciladores, o trader pode estar confiante de que a inversão da tendência está quase a acontecer.

Outras ferramentas e notas

Existem muitas ferramentas, como a retração Fibonacci, as bandas Bollinger e MACD, que podem indicar possíveis tendências futuras, níveis de suporte e de resistência. O mais importante é perceber que nenhuma destas ferramentas consegue prever o mercado de FX com 100% de precisão. Ainda assim, o trader pode melhorar as suas probabilidades ao adicionar a utilização destas ferramentas ao seu arsenal. Como principiante, quando as opções parecem avassaladoras, comece pelo básico. Isto é válido para ajustar os parâmetros das ferramentas mencionadas acima. Ao usar as definições padrão das ferramentas acima (como a maioria dos traders usará os mesmos parâmetros), o mercado poderá comportar-se de forma auto-realizável.

Análise fundamental

A análise fundamental é quando o trader de FX considera os motivos econômicos ou políticos subjacentes para as flutuações de cotação de uma moeda. A principal ideia por trás da análise é se a economia subjacente da divisa estiver prevista em como terá melhor desempenho em comparação com outros países, a cotação dessa divisa subirá e vice-versa.

Prós e contras

A principal vantagem da análise fundamental é que as flutuações de preço previstas se baseiem no valor do mundo real. Logo, identificar fatores de influência suficientemente grandes pode prever com precisão as tendências de cotação futuras. No entanto, e especialmente a curto prazo, as cotações podem ser orientadas por comportamentos de traders aparentemente aleatórios.

Ferramentas e técnicas

Ao contrário da análise técnica, a análise fundamental lida menos com os gráficos e muito mais com os indicadores de pesquisa e econômicos. Em seguida pode encontrar alguns dos indicadores econômicos e a forma como irão afetar as divisas relacionadas.

PIB e vendas a retalho

O produto interno bruto (PIB) pode ser caracterizado como o resultado econômico do país. O fator mais importante que os traders procuram é a taxa de crescimento anualizado do PIB. À medida que a data de divulgação dos dados do PIB de um país se aproxima, os traders terão ideias variadas sobre o resultado previsto e o consenso é cotado. Assim que os dados são divulgados, se indicarem que a taxa de crescimento é melhor do que o esperado, a divisa irá valorizar e vice-versa.

Os números das vendas a retalho indicam o apetite de despesa do consumidor. Se a despesa do consumidor estiver em baixa, poderá indicar um ciclo de recessão futuro (pois o PIB é largamente afetado pelas vendas a retalho). Quando negocia com os pares de divisas com USD, os números das vendas a retalho dos EUA (divulgados mensalmente) podem ser usados como indicadores de curto prazo em comparação com os dados do PIB (divulgados trimestralmente)

CPI e Taxas de juro

O índice do preço do consumidor (CPI) mede a inflação de uma economia (isto é, a velocidade com que os preços das mercadorias estão a subir). Se a taxa for mais elevada, a autoridade monetária irá aumentar as taxas de juros para descer a despesa do consumidor. Isto significa que haverá mais investidores a quererem comprar obrigações dessa divisa, logo aumenta a procura. Desta forma, a cotação da moeda irá aumentar. Caso a inflação seja inferior às expetativas, isto poderá levar a cotação da moeda para baixo. Por outro lado, se os traders sentirem uma hiperinflação (como aconteceu na Venezuela), a procura pela moeda pode cair abruptamente.

Relatório de emprego

Os números do emprego incluem medidas de taxas de desemprego e salários. Se o desemprego for baixo e os salários estiverem a aumentar, a população irá consumir mais, aumentando assim o PIB e vice-versa. Logo, um relatório de emprego positivo irá reforçar a moeda da economia subjacente.

Acontecimentos geopolíticos

Os indicadores acima estão relacionados com as medidas periódicas divulgadas pelas autoridades. Poderá ainda haver acontecimentos que influenciam os mercados de FX sob a forma de acontecimentos geopolíticos específicos. Por exemplo, o Brexit, eleições nos EUA, acordo NAFTA, guerras comerciais, etc., podem influenciar o mercado de Forex. O principal ponto a ter em conta é compreender de que forma um evento irá afetar a economia subjacente e negociar de acordo. Mesmo que outros traders não partilhem o seu sentimento, se a sua previsão estiver correta, os mercados irão movimentar a seu favor a longo prazo.

Tipos de Traders

Como trader de FX, existem vários estilos de trading de forex que podem ser seguidos. Podem ser amplamente categorizados por período de tempo em que as posições são detidas.

Scalp Trading

O Scalp Trading é a forma mais ativa de trading, pois as posições só são mantidas por segundos ou minutos, literalmente. A estratégia é totalmente assente na análise técnica, pois os fundamentais não conseguem afetar um período tão reduzido. É também importante selecionar um broker de FX com comissões baixas e tempos de execução rápidos, pois são necessárias centenas de pequenas transações para um lucro significativo.

Trading diário

Como scalp trading, os tradings diários irão também usar análises técnicas, a menos que um acontecimento geopolítico súbito seja conhecido. Os traders diários negoceiam posições durante o dia e normalmente não detêm as posições durante a noite. Também exigem geralmente execução rápida e comissões baixas para fazerem lucro.

Swing Trading

Swing trading é o passo natural seguinte dos estilos de trading. Aqui, as posições são detidas durante vários dias a semanas. A análise pode ser um misto de análise técnica e fundamental, pois ambas afetam a cotação neste período de tempo. Como as posições só são introduzidas e retiradas uma vez por outra, este pode ser um estilo de trading prático para os traders de FX que procuram entrar no mercado de Forex em tempo parcial.

Trading de posições

Este é o estilo de trading com o período mais alargado. Normalmente, as posições são mantidas meses ou até mesmo anos. O trading de posição de FX é conduzido principalmente por análise fundamental. Aqui, os critérios mais importantes para o seu broker é ser confiável e o facto de não encerrar nos próximos anos.

Passos seguintes

Depois de conhecer os básicos do trading de FX ao ler sobre os mesmos, o passo seguinte é aprender a praticar. Ainda assim, um principiante não precisa de arriscar dinheiro real e pode desenvolver uma estratégia de negociação usando uma conta demo. A melhor forma de usar uma conta demo é tratá-la como se estivesse dinheiro real em jogo. Isto pode também ajudar o trader de FX aspirante a conhecer o broker, o serviço de apoio ao cliente, a plataforma e quaisquer ferramentas de análises.

Durante esta prática, bem como através do trading real, pode ser muito útil manter um diário de trading. Isto irá ajudar a acompanhar as estratégias de negociação e as ferramentas usadas. Com isto, será mais fácil refinar a estratégia para melhorar os resultados.

Depois de operar Forex na conta demo se tornar uma experiência confortável, o trader pode arriscar usar dinheiro real. É muito importante continuar a conhecer novas ferramentas e a aprimorar o conhecimento existente. Pode ser difícil manter as emoções de fora do trading de FX, mas é imperativo usar estratégias de entrada e saída de transações automáticas, como ordens de paragem e limite, para garantir que a estratégia é seguida.

Abrir a sua conta. Negoceie em minutos.

Comece o seu percurso de negociação com um broker de confiança, regulado, multi-premiado.

Começar Iniciar Demo